Dicas para corretores

Fidelização de clientes imobiliários: tudo o que você precisa saber

Para te mostrar todo o potencial da fidelização de clientes, é preciso que você adote algumas práticas
Fidelização de clientes imobiliários: tudo o que você precisa saber

Você acha que fidelizar clientes no setor imobiliário é praticamente impossível? A gente acredita que não, e por mais que o ciclo de recompra seja bem maior do que a maioria dos outros bens que um consumidor pode adquirir, é possível sim reter clientes e obter vantagens ao longo do tempo com um relacionamento de qualidade.

Para te mostrar todo o potencial da fidelização de clientes no ramo imobiliário, é preciso que você adote algumas práticas, são elas:

Antecipe necessidades

O grande diferencial do corretor que consegue uma recompra de um cliente é a antecipação de necessidades. Por exemplo, se você acaba de vender um studio para um casal recém-casado, muito provavelmente em algum tempo haverá a necessidade de um espaço maior, devido à chegada dos filhos ou até mesmo da consolidação da carreira de ambos e o desejo de maior conforto.

Isso pode levar um, dois, cinco anos. Mas se você mantiver um relacionamento de longo prazo com esses clientes, poderá identificar quando a necessidade surgir e entrar em cena antes que a concorrência o faça.

Seja frequente em suas interações

O problema de fidelizar clientes no mercado imobiliário é que, após a concretização do negócio, os corretores esquecem dos clientes e correm atrás de novos prospects. Mas saiba que a frequência da interação constrói lealdade.

Segundo pesquisas, a interação diária gera 83% de lealdade e engajamento; o contato semanal pode trazer 64% mais fidelização e a frequência mensal nas comunicações atrai 49% mais retenção de clientes.

Mantenha as redes sociais atualizadas, publique ao menos uma vez por semana no seu blog e mantenha-se ativo nos grupos de nicho, onde você encontra muitas pessoas interessadas em obter conhecimento.

Use a tecnologia a seu favor

A tecnologia facilita muito o contato e relacionamento com seus clientes, diminuindo a carga de trabalho manual sem afetar a qualidade das interações.

Um CRM, por exemplo, concentra as informações mais importantes sobre cada consumidor, as quais podem ser usadas no momento de entrar em contato e identificar necessidades. A automação de marketing, por sua vez, mantém sua audiência informada sem que você precise se desdobrar para enviar e-mails ou SMS. E toda comunicação vai personalizada e segmentada, para não ter erro na próxima abordagem de vendas.

Gostou da matéria? Compartilhe com seus contatos

Leia mais