Mercado imobiliário

Santander aumenta limite de financiamento para 90%

Banco eleva carta de crédito, antes restrita a 80% do preço, para a compra de unidades residenciais
Santander aumenta limite de financiamento para 90%

O Santander anunciou aumento no percentual máximo do financiamento imobiliário de 80% para 90% do valor do imóvel. A nova regra vale para financiamento de unidades residenciais pelo Sistema de Amortização Constante (SAC), em que o valor da parcela vai caindo ao longo do contrato. Dessa forma, a entrada para a compra da casa própria começa a partir de 10% do valor do imóvel.

O prazo para o financiamento é de até 420 meses (35 anos), com taxa mínima de juros a partir de R$ 7,99% com correção feita pela Taxa Referencial (TR), que hoje equivale a zero. Vale lembrar que, quanto menor o valor da entrada, maior serão os juros sobre o valor financiado.

De acordo com o Santander, as condições são limitadas a imóveis que custem a partir de R$ 90 mil reais. O banco também permite a contratação com uso do FGTS e a renda de mais de uma pessoa também pode ser incluída para fins de análise de crédito. A instituição possui um simulador gratuito para quem tiver interesse em saber quanto ficaria o preço das parcelas do financiamento.

A medida adotada pelo banco é mais uma que aponta para um reaquecimento do mercado imobiliário neste ano. Diante de um cenário com juros cada vez menores, as instituições financeiras buscam competitividade em outras frentes do contrato imobiliário, não só na redução de taxas. Exemplo disso é a redução do juro do financiamento imobiliário anunciada pelo Bradesco. 

Gostou da matéria? Compartilhe com seus contatos

Leia mais