Mercado imobiliário

Uso de bitcoins chega ao mercado da Flórida

A criptomoeda começou 2018 com seu valor em torno de 14 mil dólares
Uso de bitcoins chega ao mercado da Flórida

A febre do bitcoin contagiou o mercado imobiliário americano, sobretudo na Flórida, oferecendo a investidores estrangeiros uma forma de escapar do controle cambial de seus países e das sanções econômicas dos Estados Unidos.

No fim de 2017, o bitcoin aparecia como forma de pagamento em cerca de 75 propriedades nos Estados Unidos, particularmente no sul da Flórida e na Califórnia.

“Aceita-se bitcoins” é uma mensagem que começa a aparecer na descrição de imóveis na região de Miami. Um vendedor chega a aceitar apenas a moeda digital – 33, especificamente – por seu apartamento de 500 mil dólares no centro da cidade.

A criptomoeda é uma montanha russa: após disparar a quase 20 mil dólares a unidade, em meados de dezembro e cair antes do Natal, começou 2018 em torno de 14 mil dólares. O uso do bitcoin no mercado imobiliário ainda engatinha, e os agentes imobiliários são céticos devido a sua volatilidade.

Cerca de metade dos compradores estrangeiros que possuem bens imobiliários no sul da Flórida vêm da América Latina. Segundo a Associação Nacional de Imóveis, nos últimos cinco anos os investidores da Venezuela, Brasil e Argentina, nesta ordem, lideraram as compras nessa região. 

Gostou da matéria? Compartilhe com seus contatos

Leia mais