Dicas para corretores

Corretor de imóveis pode ser MEI?

A flexibilidade, trabalho dinâmico e as altas comissões são muito atrativas - e é por isso que o número de corretores tem crescido a cada ano (dentro de imobiliárias ou de maneira autônoma).

Quem nunca sonhou em ser seu próprio chefe e fazer um horário flexível, atire a primeira pedra.

Pois é: essas são só algumas das grandes vantagens de adentrar no mundo do mercado imobiliário e se especializar em corretagem. A flexibilidade, trabalho dinâmico e as altas comissões são muito atrativas - e é por isso que o número de corretores tem crescido a cada ano (dentro de imobiliárias ou de maneira autônoma).

Acontece que, como já dizia o tio Ben, ao jovem Peter Parker na primeira história do Homem-Aranha: “com grandes poderes, vem grandes responsabilidades”. E nem só de mil maravilhas é feito o mundo de um corretor.

Por isso, hoje vamos tirar algumas dúvidas sobre essa profissão. Entre elas, a que diz respeito ao título deste texto.

É possível ser corretor com MEI?

Tecnicamente, a primeira pergunta bastante feita é: preciso ter um CNPJ para ser corretor de imóveis? E a resposta é: não.

Existem alguns pré-requisitos para que você se torne corretor, mas ter um CNPJ não é um deles (a não ser que você queira abrir a própria imobiliária).

Porém, ter um CNPJ te dá diversas vantagens como facilidade na abertura de contas bancárias, linha de crédito facilitada, auxílio maternidade, auxílio doença, aposentadoria etc.

Quais as opções para o corretor de imóveis?

Agora que você já conhece os benefícios de ter um CNPJ, chegou a hora de perguntar: em qual situação você se enquadra?

Infelizmente, não é possível ser MEI quando se trabalha com corretagem. Isso porque a corretagem já é uma profissão regulamentada - e um dos pré-requisitos para ser MEI é justamente não haver regulamentação por nenhum órgão.

Além disso, outros pré-requisitos são:

  • A renda anual não pode ultrapassar 81 mil reais.
  • Não ser sócio de nenhuma outra empresa.
  • Não realizar a contratação de mais de 1 funcionário.

A solução para os corretores de imóveis é optar pelo Simples Nacional ou Supersimples, que nada mais é do que uma taxa unificada dos impostos que devem ser pagos ao governo federal.

E então, o que achou das dicas? Continue no nosso blog para mais dicas.

 

Gostou da matéria? Compartilhe com seus contatos

Leia mais